Notícias

OS CUIDADOS COM A ALTERAÇÃO DO DECRETO 247/79 DO CORPO DOS BOMBEIROS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

A Associação Comercial e Industrial de Vigário Geral, Jardim América, Parada de Lucas Adverte. Tendo em vista as mudanças na legislação de segurança contra incêndio e pânico ocorridas nos últimos anos, principalmente por conta de vários incêndios ocorridos no Brasil e que ficaram famosos devido a gravidade dos mesmos, como o incêndio no Museu Nacional em São Cristóvão, do Hospital Federal de Bonsucesso, no bairro de Bonsucesso, E do Edifício Canoas prédio residencial em São Conrado com cerca de 300 moradores em 2016 e mais recentemente, no Hospital Badim na Maracanã pertencente a Rede D’or No estado do Rio de Janeiro, os estabelecimentos "Residenciais Multi Familiar", "Comerciais", "Igrejas", "Indústrias" entre outras, devem cumprir as exigências do CBMERJ – Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro, o que diz respeito às instalações de sistemas contra incêndio e pânico, a fim de adotar a prevenção como forma de combater os incêndios que porventura venham a ocorrer nos estabelecimentos. Alguns dispositivos de prevenção deverão ser adotados conforme "Projeto Aprovado" junto ao órgão fiscalizador “Corpo de Bombeiros” com emissão de um Laudo de Exigências. Vencida a etapa do processo de aprovação do Projeto de Segurança do estabelecimento junto ao CBMERJ, deverá dar início ao processo de emissão do C.A - Certificado de Aprovação documentação final. CONCLUSÃO: Em uma sociedade como a da cultura Brasileira que não trabalha inicialmente com prevenções e sim com ajustes e correções após algum acontecimento trágico e histórico, a Legislação Brasileira foi elaborada diante de fatos traumáticos fundamentados em desastres. O sistema de combate ao incêndio é um recurso utilizado nas edificação, objetivando a segurança dos usuários e diminuindo as perdas materiais nos casos de emergências. Portanto, é de fundamental importância que o estabelecimento obtenha sua legalização junto ao Corpo de Bombeiros, para salvaguardar a proteção da vida de sua população fixa e flutuante, bem como do Patrimônio. OBSERVAÇÃO: Os cuidados que devemos tomar quanto esta adequação do novo COSCIP, por os governantes divergirem no campo político a regra é que toda pessoa jurídica para obter seu alvará da Prefeitura tinham que antes solicitar do Estado o C.A certificado de aprovação, mas isto não acontecia e as empresas nem sempre extraíram os seu C.A do Estado e obtinham o alvará da prefeitura. Sendo que com a alteração do decreto 247/79 que agora é tido como decreto 42/18 o mesmo faz exigências que nem mesmo o antigo decreto 247/79 fazia com tanta veemência, o que torna mesmo as empresas com C.A Certificado de Aprovação na mira da fiscalização do CBMERJ por eles saberem que as empresas em geral não se esquadrão na legislação atual e isto faz das empresas um alvo fácil de fiscalização, sabedor dessa ação do CBMERJ a Associação Comercial e Industrial de Vigário Geral, Jardim América, Parada de Lucas, Cordovil e Adjacências – ACIVG em parceria com a Hse Way Sistema Contra Incêndio, esta disponibilizando as empresas sócias da ACIVG um serviço gratuito de uma visita técnica de prevenção contra incêndio para através de um check-list identificar e lauda um parecer técnico da sua realidade prevencionista conforme o novo decreto, dando aos gestores a condição de conhecerem como esta sua empresa e poderem se programar segundo a sua realidade. Apresentando medidas de correção não permitindo serem submetidos a tais situações. Solicite pelo WhatsApp:970364932 e agende sua visita inteiramente grátis, caso sua empresa ainda não seja sócia da ACIVG, solicite-nos um orçamento ou associe-se para garantir esta gratuidade, não espere a visita do CBMERJ prevenção é antecipação lembre disto!